Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘curso’

Antes de qualquer esplanação, crítica ou sugestão, vamos fazer uma pequena análise de algumas profissões fazendo alguns questionamentos.
Algum administrador de empresa pode fazer uma neurocirurgia sem formação?
Algum técnico em edificação pode extrair dentes, colocar aparelho ortondôntico sem formação?
Algum cabeleireiro pode receitar medicamentos sem a graduação necessária?
NÃO!
Respeite meus ouvidos!
Um disc jockey ou disco-jóquei  (DJ ou dee jay) é um artista profissional que seleciona e roda as mais diferentes composições, previamente gravadas para um determinado público alvo, trabalhando seu conteúdo e diversificando seu trabalho em radiodifusão em frequência modulada (FM), pistas de dança de bailes, clubes, boates e danceterias.
Atente-se aqui para o fato de que, além do talento musical obrigatório a um DJ em se conhecer aproximadamente o tempo das composições que ele pretende mixar durante sua apresentação, o mesmo também deve conhecer onde, quando e se uma composição ou determinada versão desta possui uma região (geralmente sem vocal, com batidas secas e pouco ou nenhum aparecimento de guitarras e teclados) popularmente conhecida como quebrada, onde é possível entrar a próxima composição sem que o resultado fique confuso (com dois vocais de canções diferentes “falando” ao mesmo tempo, por exemplo). Este capricho é obrigatório para profissionais que fazem mixagens ao vivo, tanto com vinil quanto com CDs.
O DJ deve conhecer canções o suficiente para saber como e quando mixá-las, deve sentir a vibração do público que o está ouvindo, e saber mudar um estilo na hora certa, para que a pista não esvazie. Deve ser o mais eclético possível, ou deixar bastante claro ao seu público e ao seu contratante qual é seu estilo ou tendência.

A nova safra de “DJS” invadiu Goiânia. SOCORRO!!!! Modismo ou mercado aberto?
Para Allan Pércio, 9 anos de carreira, o excesso de se achar “DJ” é um modismo, mas que deste modismo sairão  novos e bons profissionais, diz não se sentir ameaçado e que o mercado atual pode absorver  os que realmente são bons e manter os que nele já existem e citou dois novos do mercado, Thiago Bessa, que foi seu aluno e Diogo Ferrer pelo carisma e repertório.
DJ Leanh 8 anos de carreira acredita que novos talentos sempre são bem-vindos. Afirma que o que matém o DJ no mercado  é o estilo próprio e o diferencial ao se apresentar. “Temos excelentes DJ´s na cena goiana e para poder se encaixar no mercado, o DJ precisa se impor e mostrar que veio para fazer a diferença.” O público não é bobo  e não aceita cópias ou profissionais ruins. Cita Marcelo Brazil pelo carisma na cabine e som alegre,  Suzy Prado por ser uma mulher linda e ter presença e está trilhando um estilo próprio.

Então “FIKAADICA”…  ao  colocarem a sigla DJ antes de seu nome saiba o peso que estas duas letras podem significar. Formação/graduação leva tempo, estudo e dedicação. O artista é um profissional como outro qualquer. Não pense que o mercado irá te aceitar por você ter um corpo bonito e tirar fotos sem camisa. Na hora do frevo ou da colocação os olhos se fecham e a percepção do corpo e mente são os ouvidos, pois são eles que te levam a viajar nas notas musicais. Ser popular é necessário, mas ter qualidade é outro departamento.

 

wikipedia – Pesquisa e fragmentos

 

Por Esley Zambel, ator, produtor e Gestor de pessoas.
PS: Começo minhas aulas no próximo mês. Vou estudar para ser DJ. Amo a noite!  Rs

Read Full Post »